O empoderamento feminino está presente em pequenos detalhes do cotidiano de milhares de mulheres no Brasil. A luta diária acontece no ambiente profissional, nas relações pessoais, na família, no mercado de trabalho, na vida social e na criação dos filhos. No novo single da dupla Prettos, formada pelos irmãos Magnu Sousá e Maurílio de Oliveira, a mulher é a protagonista da história. Dona de si, independente, sabe o que quer e não abaixa a cabeça: “Queremos celebrar as mulheres reais por características que vão além dos estereótipos”, conta Magnu.

Dona do Poder foi escrita e musicada em parceria com Peu Cavalcanti e Marcelo Mattos. A
música aborda o tema a partir de um bate papo descontraído entre dois amigos que flertam
com a mesma mulher, tudo isso regado a batucada contagiante, marca registrada da dupla. Ouça aqui:


O single faz parte do segundo álbum dos Prettos, intitulado Novo Viver, que promete fazer uma releitura de sambas de sucesso da dupla, com novos arranjos e nova roupagem. Com previsão de lançamento para o segundo semestre, o álbum é uma verdadeira experiência de Magnu e Maurilio, já que na criação e concepção do álbum os irmãos tocaram todos os instrumentos de percussão e harmonia, trazendo participações especiais apenas de Luizinho 7 Cordas no Violão de 7, Leo Carvalho na Bateria e Cassiano Andrade na Cuica, Repenique e Congas.

Novo Viver chega com quatro composições autorais inéditas e oito regravações, mostrando a verdadeira essência da dupla e a eterna paixão pelo samba. “As músicas vão falar sobre empoderamento feminino, sobre o samba e, claro, não poderia faltar o amor. Aquele amor perdido, conquistado, acabado ou desejado”, conta Maurílio.

SOBRE OS PRETTOS

Magnu Sousá e Maurilio de Oliveira são cantores, instrumentistas, compositores, arranjadores, atores e produtores. Juntos, completam 25 anos de trajetória na música popular brasileira, com colaborações de nomes como Beth Carvalho (madrinha da dupla), Maria Rita, Diogo Nogueira, Jair Rodrigues, Emicida, Paulo Miklos e muitos outros. Os irmãos integraram o grupo Quinteto em Branco e Preto por 18 anos e fundaram, no ano 2000, o projeto Comunidade Samba da Vela, movimento de grande expressão na cena do samba brasileiro, espelho e referência para o surgimento de mais 100 comunidades de samba no país. A intenção dos irmãos é clara: manter viva a tradição do samba.

Ao longo da carreira, a dupla realizou várias parcerias em projetos que vão do tradicional samba de raiz até gafieira, orquestras sinfônicas, hip hop, samba rock, pagode e pop, sempre contextualizando o samba em suas diferentes vertentes. Além disso, também realizou projetos de shows de tributo, como o mais recente Obrigado, Clementina, idealizado pelo cantor Emicida com direção musical de Magnu e Maurílio, com roteiro em homenagem a Clementina de Jesus.

Os irmãos também idealizaram, há um ano, o projeto Quintal dos Prettos, já conhecido em todo país, que recebe jovens, adultos, idosos e crianças. A ideia é unir para ampliar o diálogo, a tolerância, o respeito e promover uma sociedade harmoniosa para todos os apaixonados pelo samba. O evento proporciona ao público uma atmosfera das antigas rodas de samba que aconteciam na década de 1980 em vários lugares do Brasil. A roda de samba acústica é formada por 10 conceituados músicos paulistas, que seguram o samba por quatro horas seguidas, sem nenhum intervalo.

O primeiro álbum da dupla, Essência da Origem, lançado em 2017, mergulha na diversidade cultural do país e permite a expressão mais pura e essencial do povo brasileiro e suas influências. Traz um repertório autoral, com arranjos e produção assinadas pelos irmãos.
Compartilhe:

Escreva um comentário...

0 comentário(s)