Um palco 360º graus, a beira dos mais belos cenários do país, cantando de tudo que a música possa oferecer acompanhado de excepcionais músicos e puxado pelo maior representante do samba atualmente (sem polêmica pessoal!). Sem dúvidas, o maior projeto de samba que circula pelo Brasil chama-se 'Tardezinha'.

Encabeçado por Thiaguinho em parceria com o ator Rafael Zulu, teve seu inicio há cerca de 3 anos atrás onde já rodou mais de 35 cidades no pais e que carrega milhares de fãs por onde passa. Para coroar o sucesso, o evento aterrissou na zona sul do Rio de janeiro no último domingo (28/01) na Marina da Glória, no Rio de Janeiro.


E foi uma 'Tardezinha SURREAL' - com perdão ao título do evento - não há outro adjetivo para descrevermos o que aconteceu na Marina da Gloria, Thiaguinho e a Banda do Poder fizeram história para os fãs do artista em uma tarde ensolarada e de muita (muita mesmo!) música.

Os primeiros indícios da histórica 'Tardezinha Surreal' foram apontados quando se iniciou as vendas na bilheteria, em menos de 48 horas INGRESSOS ESGOTADOS. Sim, senhoras e senhores, bilheteria digna de Rock in Rio.

Chegado o grande dia, o mestre de cerimônia Zulu deu start no evento por volta das 17h30, e na plateia diversas personalidades famosas como Romário, Paloma Bernardi, Giovanna Lancelloti, Rafa Brites entre outros. Anunciado como primeiro convidado especial do evento, o rapper Rael mostrou toda versatilidade onde transitou do já habitual rap onde levantou a galera com seu sucesso 'Envolvidão' a Tim Maia, mas destacou-se o conhecimento do cantor no pagode 90. A cantora Ludmilla mandou avisar que chegaria para bagunçar a zorra toda com seu alto-astral, a carioca que é fã declarada e já relatou que cantava samba antes do sucesso não fez feio e soltou o vozeirão. Lud e TH mostraram entrosamento cantando sucessos não só de samba, mas como também da MPB. A interpretação de 'Só Vem' – faixa-título do atual DVD de TH com participação da cantora – foi feita sob coreografias ‘sexy sem ser vulgar’ e cheia de swing. Ah! Ludmilla tirou onda no tantan do músico Barriguinha, a mulher não é mole não. O mineirinho Alexandre Pires, um dos ídolos de Thiaguinho, colocou o povo pra sambar com muito pagode 90 em especial os sucessos do Só Pra Contrariar, grupo que o projetou como um dos maiores interprete do país.


Era o trio perfeito de uma tarde/noite perfeita em um dia perfeito, mas eis que pinta a cereja do bolo: PÉRICLES. Sob os gritos de ‘Uh é Péricão!’ a platéia veio à loucura quando o cantor paulista subiu ao palco e reeditando a velha dupla formada nos tempos de Exaltasamba. Emoções e elogios trocados de ambas as partes, a tabela TH e Periclés parece não desentrosar nunca, pois foi um show a parte, relembrando sucessos do antigo grupo e sucessos de suas respectivas carreiras solos os amigos parecia sentir-se em um karaokê qualquer, como diz a gíria: 'foram vários hinos!'.

Por fim, o quarteto retornou ao palco para celebrar a histórica “Tardezinha Surreal” com o dono da festa para a comemorar incessantes 6 HORAS E 36 MINUTOS de muita música e sem intervalos, é muito repertório não é mesmo?

Thiaguinho e seu staff estão de parabéns pela organização e produção de um evento deste porte. Entre festivais e eventos que vemos no segmento do samba, o artista já consegue executar próprio projeto em passadas largas, talvez até quem saiba tornando-se referência para muitos empresários e produtores de evento em todo país.
Compartilhe:

Escreva um comentário...

0 comentário(s)